FENOP participa de reunião sobre coronavírus realizada pela Anvisa

A Federação Nacional de Operações Portuárias (FENOP) participou nesta sexta-feira (30/1) de reunião realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), cuja finalidade foi prestar esclarecimentos de medidas e controles para um possível atendimento de casos suspeitos do Coronavírus no país.

A coordenadora de Infraestrutura e Meio de Transporte em Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfadengados da Anvisa, Viviane Vilela, destaca que algumas medidas de segurança já estão sendo intensificadas junto à população. Entre elas está a ampla divulgação de medidas de prevenção como higienização das mãos, proteger a boca ao tossir ou espirrar, evitar o contato próximo com pessoas que estejam doentes e estar sempre alerta a sinais e sintomas que estejam relacionados com a doença.

Segundo Vilela, já no que diz respeito a entrada e operação dos navios no país, é importante salientar que a Anvisa emite uma avaliação prévia— certificado de Livre Prática — de como se encontra a saúde dos tripulantes embarcados e só depois disso libera a operação da embarcação. “Como a definição de casos traz muito abordagem para navios procedentes da China é importante frisar que atualmente o deslocamento desses navios duram muito mais que o tempo de encubação da doença”, explica.

Ela ainda ressalta que até o momento há uma “certa tranquilidade” para fazer uma avaliação de bordo ou até mesmo a distância sobre o estado saúde dos tripulantes. “Por enquanto não há nenhuma medida adicional para proibição de atracação ou operação de navios vindo da China. É importante frisar que essas orientações são baseadas em protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS), que, até o momento, não recomendou nenhuma restrição a comércio ou circulação e operações do tráfego internacional.

Além da FENOP compareceram à reunião: ANTAQ, ATP, ABTP, FNE entre outras entidades do setor.

Fechar Menu